segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Opinião: O Cavalheiro Inglês, de Carla M. Soares

"Acompanho a carreira da nossa escritora Carla M. Soares desde o seu início, na Porto Editora, com o Alma Rebelde. Foi um início tímido, no primeiro semestre de 2012, mas que conquistou uma boa base de leitores fiéis. A qualidade da sua escrita demonstrou-se inegável, reflectindo ainda uma maior expressividade em A Chama ao Vento, o seu segundo menino editado digitalmente pela Coolbooks. Foi um livro mais complexo, de uma trama intrincada cujos meandros exigiam atenção. Tive muita pena que não tivesse uma edição física, embora leia digital, ainda sou completamente fã de ter o livro nas mãos e folheá-lo, e eis que surge O Cavalheiro Inglês, novamente com uma edição física belíssima, desta vez pela Marcador Editora, na colecção Livros RTP.
 
É quase ingrato escrever sobre este livro, pois fui eu quem fez a sua apresentação na Bertrand Picoas Plaza e, para quem esteve lá, certamente nada do que direi será novidade. Uma das primeira coisas que me veio à cabeça quando terminei esta leitura foi que este era, até agora, o melhor livro da Carla. Embora tenha adorado o A Chama ao Vento, achei que neste O Cavalheiro Inglês a nossa escritora encontrou o ritmo certo, a dose equilibrada de cada um dos seus ingredientes já característicos - os factos históricos, o romance, o drama e a acção. O início começa logo por levantar algum mistério, por deixar a curiosidade do leitor em alerta para o rumo da história. Quem será este cavalheiro inglês? De que forma é que a sua vida se irá cruzar com a de Sofia?"
 
Comentário completo, aqui.