sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

O Deserto dos Tártaros - Opinião

«Este livro é acima de tudo uma metáfora escrita; o que lemos tem várias camadas de informação, a fortaleza pode não ser apenas uma fortaleza assim como os inimigos do norte. Tudo ali pode ter um significado duplo e isso agrada-me bastante, pois a história não é apenas sobre o jovem oficial que é destacado para uma fortaleza no fim do mundo, é também sobre cada um de nós: seres humanos.»
 
 
«Para além disso, a história é descrita num constante sentimento de tensão quase onírica, a tocar ao de leve o pesadelo. Não um pesadelo de monstros e sustos, mas daqueles pesadelos em que nos sentimos encurralados e impotentes que por mais que tentemos escapar, não conseguimos. Um pouco como nas obras de Kafka.»
 
«Concluindo, é um bom clássico que merece ser lido por todos.»
«Em 5, dou-lhe umas brilhantes 4 estrelas.»
 
Comentário completo, aqui.