segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

Opinião: A Filha do Barão

 
 
"Arrisco-me a dizer que esta é uma obra perfeita: repleta de uma escrita brilhante, sentimentos maravilhosos e de uma história real e bem fundamentada. Sendo sincera, durante a leitura dei por mim a comparar a autora com Jane Austen. Para quem leu a minha opinião ao livro “Orgulho e Preconceito” sabe que este é dos maiores elogios que posso dar a Célia Loureiro. Em “A Filha do Barão” temos igualmente uma escrita de requinte, cuidada, intemporal, e com um característica só sua: a alma lusitana."
 
Comentário completo, aqui.