sexta-feira, 16 de maio de 2014

O autor-revelação do ano na narrativa espanhola em entrevista ao Ípsilon

Para quem não leu em papel deixamos a entrevista de Jesus Carrasco ao Ípsilon:

http://ipsilon.publico.pt/livros/entrevista.aspx?id=334162


O Livro:



Um rapaz fugido de casa escuta, acocorado no fundo do seu esconderijo, os gritos dos homens que o procuram. Quando o grupo passa, o que fica à sua frente é a planície infinita e árida que deverá atravessar se quiser afastar-se definitivamente daquilo que o fez fugir.
Uma noite, os seus passos cruzam-se com os de um velho pastor e, a partir desse momento, já nada será igual para nenhum dos dois. Intempérie narra a fuga de um rapaz através de um país castigada pela seca e governado pela violência.
Um mundo fechado, sem nomes nem datas, no qual a moral se escapou pelo mesmo lugar por onde se sumiu a água.
Nesse cenário, o menino, ainda não totalmente perdido, terá a oportunidade de se iniciar na dolorosa tarefa de julgar ou, pelo contrário, de exercer para sempre a violência que já provou. Através de arquétipos como o rapaz, o pastor ou o aguazil, constrói um relato duro, salpicado de momentos de grande lirismo.